Formação Boas Práticas de Prescrição e Dispensa de Medicamentos

Formação Boas Práticas de Prescrição e Dispensa de Medicamentos

A Direcção Nacional de Farmácia (DNF) no âmbito das suas actividades para promover o Uso Racional de Medicamentos elaborou Guiões de Boas Práticas de Prescrição e Dispensa de Medicamentos,  destinados aos prescritores e profissionais de farmácia do ambulatório das Unidades Sanitárias (US). Trata-se de uma iniciativa que visa permitir um melhor entendimento e execução das políticas defeidas telativamente a prescrição e dispensa dos medicamentos. Nos dias 31 de Julho à 02 de Agosto decorreu a formação de 58 profissionais de saúde na sala da TDM em Maputo representantes das US da Cidade de Maputo.

 

Medicamentos do MISAU apreendidos em farmácia privada

Medicamentos do MISAU apreendidos em farmácia privada

A Inspecção Provincial de Saúde de Sofala apreendeu mais de 46 tipos de medicamentos do Sistema Nacional de Saúde (SNS) na farmácia FEROZA, na cidade da Beira.

MAPUTO- De acordo com Ricardo Manuel, inspector chefe provincial, citado pela AIM, a acção surge no âmbito do trabalho de fiscalização da ética e deontologia do sector levado a cabo nos mercados, farmácias públicas e privadas.

Manuel explicou que esta acção visa desencorajar a prática de roubo e comercialização de medicamentos do Sistema Nacional de Saúde fora dos estabelecimentos hospitalares e a responsabilização dos autores que, vezes sem conta, prejudicam a sociedade.

Integram a lista dos medicamentos apreendidos naquela farmácia privada, de uso exclusivo do SNS e devidamente timbrados, coartem, cotrimoxazol, ketoconazol, penicilina em comprimido, amoxicilina, fluconazol, entre outros fármacos.

MISAU apresenta lista de medicamentos essenciais

MISAU apresenta lista de medicamentos essenciais

MINISTÉRIO da Saúde (MISAU) lançou ontem em Maputo a lista actualizada dos medicamentos essenciais a serem usados nos próximos tempos no Sistema Nacional de Saúde.

Trata-se de um instrumento que visa melhorar a disponibilidade dos fármacos à população, ao mesmo tempo que permitirá o seu uso racional e garantia de cobertura das necessidades básicas.

A mesma vai, segundo fontes do MISAU, melhorar os sistemas de financiamento e, acima de tudo, o processo de selecção, procura e distribuição dos fármacos necessários para responder às necessidades da população.

São cerca de 400 fórmulas farmacêuticas seleccionadas para o tratamento de 31 grupos de doenças e a lista referente à edição de 2015 tem a particularidade de incluir medicamentos para o tratamento de doenças não transmissíveis.

Falando na ocasião, a Ministra da Saúde, Nazira Abdula, disse que a selecção, aquisição, distribuição e administração de medicamentos na sua óptica de uso racional constitui um dos pilares da Saúde em Moçambique.