MINISTÉRIO da Saúde (MISAU) lançou ontem em Maputo a lista actualizada dos medicamentos essenciais a serem usados nos próximos tempos no Sistema Nacional de Saúde.

Trata-se de um instrumento que visa melhorar a disponibilidade dos fármacos à população, ao mesmo tempo que permitirá o seu uso racional e garantia de cobertura das necessidades básicas.

A mesma vai, segundo fontes do MISAU, melhorar os sistemas de financiamento e, acima de tudo, o processo de selecção, procura e distribuição dos fármacos necessários para responder às necessidades da população.

São cerca de 400 fórmulas farmacêuticas seleccionadas para o tratamento de 31 grupos de doenças e a lista referente à edição de 2015 tem a particularidade de incluir medicamentos para o tratamento de doenças não transmissíveis.

Falando na ocasião, a Ministra da Saúde, Nazira Abdula, disse que a selecção, aquisição, distribuição e administração de medicamentos na sua óptica de uso racional constitui um dos pilares da Saúde em Moçambique.